NOTÍCIAS


Por que Balneário Camboriú é conhecida como 'Dubai brasileira'? Entenda


Nos últimos anos, a cidade de Balneário Camboriú, no Litoral Norte catarinense, começou a ser conhecida por mais um apelido, de “Dubai brasileira“. Uma historiadora e entidades afirmam que o nome está relacionado aos prédios altos que começaram a surgir no local há cerca de 15 anos e que fizeram com que a paisagem do município lembrasse a do emirado no golfo Pérsico.

A historiadora Mariana Schlickmann declarou que o apelido de “Dubai brasileira” foi dado pela imprensa. “Ele vem de uns 10, 15 anos, com esses primeiros arranha-céus da Barra Sul”, afirmou.

Arranha-céus de Balneário Camboriú roubam o sol de quem está na praia

Arranha-céus de Balneário Camboriú roubam o sol de quem está na praia

Em 2018, por exemplo, o programa Fantástico, da TV Globo, usou a expressão para se referir a Balneário Camboriú em uma reportagem sobre os prédios na cidade e a sombra que eles faziam sobre a Praia Central pré-alargamento da faixa de areia (assista acima).

O presidente interino do Sindicato da Construção Civil de Balneário Camboriú (Sinduscon), engenheiro João Paulo Packer Silva, também disse que a expressão “Dubai brasileira” é mais usada na imprensa. “Acredito que essa analogia ocorra pela altura dos prédios e projetos arquitetônicos arrojados que temos aqui”, declarou.

Prédios na orla de Balneário Camboriú — Foto: Joana Caldas/g1

Prédios na orla de Balneário Camboriú — Foto: Joana Caldas/g1

Ele explicou, porém, que o modelo para a arquitetura dos arranha-céus da cidade não vem somente do emirado árabe.

“A inspiração de nossas obras vem de vários lugares do mundo. Dubai, nos Emirados Árabes, é um dos lugares – assim como China, Estados Unidos , Panamá – onde empresários realizaram visita para conhecer e buscar a tecnologia empregada na indústria da construção para edifícios de grandes alturas, assim como vários outros locais que são referência em engenharia de ponta e tecnologia aplicada”, afirmou Silva.

Ele falou, contudo, que não há um consenso entre as construtoras sobre como deve ser a arquitetura dos prédios da cidade. “Cada empresa e empreendimento está procurando design diferenciado para seus produtos e, em alguns casos, assinaturas de importantes escritórios de arquitetura buscando produtos exclusivos”, disse.

Uma outra ligação com Dubai partiu do poder público. Em outubro do ano passado, o prefeito municipal, Fabrício Oliveira (Podemos), participou de uma feira de turismo no emirado. “Estivemos lá apresentando Balneário Camboriú para possíveis investimentos”, explicou o político.

Balneário Camboriú foi fundada em 1964, emancipando-se da vizinha Camboriú. Nas décadas de 1950 e 1960, havia poucos prédios na cidade. A partir da década de 1970, eles começaram a surgir com mais frequência, e mais andares. O Hotel Fischer, por exemplo, foi inaugurado em 1957 com quatro pavimentos. Mais tarde, na década de 1970, passou dos 10 andares. O hotel já foi demolido e haverá outro prédio, agora mais alto, no lugar, na Barra Sul.

Hotel Fischer e fachada do novo empreendimento que está sendo construído em Balneário Camboriú — Foto: Fisher Dreams/Procave

Hotel Fischer e fachada do novo empreendimento que está sendo construído em Balneário Camboriú — Foto: Fisher Dreams/Procave

“A cidade já estava tomada de prédios nos anos 2000. É uma questão de necessidade de construir grandes prédios em terrenos cada vez menores”, resumiu a historiadora. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a área territorial de Balneário Camboriú é de 45,214 quilômetros quadrados. Isso coloca a cidade como segundo menor município de Santa Catarina, atrás apenas de Bombinhas, na mesma região, que possui 35,143 quilômetros quadrados.

O mais alto prédio do mundo fica justamente em Dubai, segundo o site The Skyscraper Center, feito pelo Conselho de Prédios Altos e Habitat Urbano. A construção Burj Khalifa, que tem escritórios, hotel e também é residencial, tem 828 metros de altura e 163 andares.

  • Entenda por que Balneário Camboriú tem tantos arranha-céus
  • Balneário Camboriú tem metro quadrado mais caro do país

Já no Brasil, Balneário Camboriú tem os três prédios mais altos do país, todos residenciais. O maior deles é a torre 1 do Yachthouse Residence Club. Ele tem 280,3 metros de altura e 80 andares.

Vista da Barra Sul durante obra de alargamento da faixa de areia da Praia Central — Foto: Divulgação PMBC

Vista da Barra Sul durante obra de alargamento da faixa de areia da Praia Central — Foto: Divulgação PMBC

Os prédios altos, que lembram Dubai, porém, costumam ser mais caros. O Índice FipeZap mostrou que, em junho, Balneário Camboriú teve o metro quadrado mais caro do Brasil na média de venda de imóveis residenciais, em uma pesquisa com 50 cidades brasileiras. O preço médio de venda foi de R$ 10.093 o metro quadrado. O segundo lugar do país ficou com a capital paulista, com R$ 9.936.

Desde março deste ano, Balneário Camboriú ultrapassou São Paulo e tem ficado em primeiro lugar no Índice FipeZap.

A historiadora acredita que as construções dos prédios altos devem continuar e faz questionamentos. “A cidade, em algum momento, vai faltar espaço. O que a gente vê é um movimento de extensão, de se estender para a Praia dos Amores, Praia Brava [na vizinha Itajaí], com um monte de casas históricas vindo abaixo para dar lugar a prédios, aumentando o preço da moradia em Itajaí, Navegantes e Itapema. Ao mesmo tempo que se esgota Balneário Camboriú, [a expansão dos prédios] está indo para outras cidades”, afirmou.

VÍDEOS: Alargamento da faixa de areia em Balneário Camboriú

Veja mais notícias do estado no g1 SC



Fonte: G1


30/07/2022 – Continental FM

COMPARTILHE

SEGUE A @CONTINENTALFM961

(49) 3347-0131

radiocontinental@outlook.com.br
Rua Pernambuco nº329 – Centro Coronel Freitas – Santa Catarina  CEP:89840-000  

NO AR:
AUTO PROGRAMAÇÃO